PLANO DE AULA: “A HISTÓRIA DA MATEMÁTICA”

Objetivos

  • Conhecer a história do número nas civilizações antigas.
  • Compreender o uso e a função do número nas civilizações antigas
  • Perceber o sistema de numeração nas civilizações antigas.

Duração da aula

  • 1 aula

Estratégias

  • Vídeo
  • A história dos números
  • Pesquisas de figuras
  • Elaboração de texto

Andamento provável

Iremos desafiar nossos alunos a pensarem sobre a história do número nas civilizações antigas. Este é um momento em que as crianças acionam seus conhecimentos prévios e suas hipóteses sobre os números. Problematizando na roda e iremos sugerir que registrem as ideias em duplas.

“Você já usou muitas vezes os números, mas será que já parou para pensar sobre”:

Como os números foram criados, ou, será que eles sempre existiram?

Como foram as primeiras formas de contagem?

Contaremos que houve um tempo em que a humanidade só contava até quatro. Toda quantidade acima de dois pares era chamada de muitos. Nessa época, os homens não precisavam da matemática para viver, apesar de a usarem sem saber.

A partir das ideias iniciais das crianças vamos propor a exibição do vídeo: Histórias dos Números Das Pedras ao Computador.

Vídeo no Youtube:

Conversaremos sobre o que as crianças entenderam. Para enriquecer e ampliar o conhecimento sobre o número, leremos um texto sobre a história do número.

Para descobrir sobre a origem dos números, precisamos estudar um pouco da história humana e entender os motivos que possibilitaram a criação do número.

A origem dos números

Na verdade, desconhecemos qualquer outro motivo que tenha gerado os números. Os historiadores são auxiliados por diversas descobertas, como o estudo das ruínas de antigas civilizações, estudos de fósseis, o estudo da linguagem escrita e a avaliação do comportamento de diversos grupos étnicos desde o princípio dos tempos.

Os homens primitivos não tinham necessidade de contar, pois o que necessitavam para a sua sobrevivência era retirado da própria natureza. A necessidade de contar começou com o desenvolvimento das atividades humanas, quando o homem foi deixando de ser pescador e coletor de alimentos para fixar-se no solo.

O homem começou a plantar, produzir alimentos, construir casas, proteções, fortificações e domesticar animais, usando os mesmos para obter a lã e o leite, tornando-se criador de animais domésticos, o que trouxe profundas modificações na vida humana.

As primeiras formas de agricultura de que se tem notícia, foram criadas há cerca de dez mil anos na região que hoje é denominada Oriente Médio. A agricultura passou então a exigir o conhecimento do tempo, das estações do ano e das fases da Lua e assim começaram a surgir as primeiras formas de calendário.

No pastoreio, o pastor usava várias formas para controlar o seu rebanho. Pela manhã, ele soltava os seus carneiros e analisava ao final da tarde, se algum tinha sido roubado, fugido, se perdido do rebanho ou se havia sido acrescentado um novo carneiro ao rebanho. Assim eles tinham a correspondência um a um, onde cada carneiro correspondia a uma pedrinha que era armazenada em um saco.

No caso das pedrinhas, cada animal que saía para o pasto de manhã correspondia a uma pedra que era guardada em um saco de couro. No final do dia, quando os animais voltavam do pasto, era feita a correspondência inversa, onde, para cada animal que retornava, era retirada uma pedra do saco. Se no final do dia sobrasse alguma pedra, é porque faltava algum dos animais e se algum fosse acrescentado ao rebanho, era só acrescentar mais uma pedra.

A palavra que usamos hoje, cálculo, é derivada da palavra latina calculus, que significa pedrinha. A correspondência unidade a unidade não era feita somente com pedras, mas eram usados também nós em cordas, marcas nas paredes, talhes em ossos, desenhos nas cavernas e outros tipos de marcação.

Os talhes nas barras de madeira, que eram usados para marcar quantidades, continuaram a ser usados até o século XVIII na Inglaterra. A palavra talhe significa corte. Hoje em dia, usamos ainda a correspondência unidade a unidade.

fonte: http://pessoal.sercomtel.com.br/matematica/fundam/numeros/numeros.htm

Atividade

Proporemos que as crianças reescrevam a história da matemática  juntamente com a professora, onde o texto será exposto com figuras que os mesmos pesquisarão em revistas e jornais.

Avaliação

  • Observar se compreenderam a história do número através dos registros individuais/coletivos e da participação oral;
  • Se perceberam através das situações de contagem as estratégias utilizadas pelas civilizações antigas;
  • Se compreenderam as funções e usos dos números relacionando com o seu dia a dia.
About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s